quarta-feira, janeiro 04, 2006

A verdadeira partidocracia vê-se pelo facto de...

... os candidatos a candidato a PR se são 100% independentes têm dificuldades em reunir as assinaturas, veja-se o que diz Manuela Magno no seu site: "...Desde logo, realça-se o absurdo atraso, para lá de todos os prazos legais, de várias juntas de freguesia em enviar as certidões de capacidade eleitoral activa que em muito condicionou todo o processo de apresentação da presente candidatura..".
Se é verdade que as Juntas de Freguesia (quase todas partidariamente controladas) se atrasam para lá dos prazos legais na entrega das certidões, isto mostra uma tentativa concertada ou não para impedir o surgir de independentes a candidatar-se. De nada vale dizer que entregaram as certidões antes de 22 de Dezembro, pq quem não tem uma estrutura espalhada pelo país precisa de planear com antecedência a recolha das certidões (não pode ir a Bragança e a Faro no dia 21 de Dezembro).
A CNE devia investigar se de facto estes atrasos se verificaram e se sim considerar que impediram a recolha atempada das assinaturas e ANULAR as eleições, mas já se sabe que se alguma investigação (que não acredito que surja) houver será breve e para dar o carimbo às inúmeras ilegalidades e atropelos à democracia que os partidos políticos fazem à democracia por formaa manter Portugal uma partidocracia.

2 comentários:

JAC disse...

Devagar, com calma, suavemente. Vamos lá manter a ordem das coisas.

A ética não se aplica em Portugal… ponto final!

Portugal pequenino (corrupção) …
Paulo Portas é de novo Suspeito de crime…
http://sal-portugal.blogspot.com/
JAC – Sal de Portugal

Vitor Manuel disse...

Ao sistema não lhe interessam os “não alinhados”.