segunda-feira, abril 10, 2006

Carlos Encarnação disse:

“Cada pessoa é responsável pelo seu pedaço de cidade”
Então faça favor de se demitir da direcção da minha parte e ponha lá alguém competente.

Já agora um amigo contou-me esta história passada há um mês num restaurante de Coimbra.

Tinha ido ele e a familia ao dito restaurante. Havia pessoas à espera pois as mesas estavam reservadas, e essas pessoas até esperaram bastnate, cerca de 20min.
Quando chega o sr. presidente ao dito restaurante. A sua esposa fala com o empregado que se disponibiliza para arranjar mesa imeditamente pois a sra tem um neto pequeno. Nisto quem espera indigna-se, pois chegaram primeiro. Assunto arrumado: arranja-se logo mesa para essas pessoas e como é óbvio outra para a família do presidente. Passados 5 min. chegam os que tinham reservado uma mesa (que como é óbvio já não existia), indignam-se , protestam, mas no final teriam de esperar (de realçar que tb esta familia tinha um bebé), e acabaram por ir embora (fizeram mal, pois estava na altura de pedir o livro de reclamações ali à frente do presidente, teriam coragen de não o dar?).

Conclusão, se não és o presidente da câmara terás, e bem de, esperar porque não reservaste, se és o presidente passarás à frente de quem espera e ficarás com a mesa de quem reservou.

Lição de democracia... ...respeito pelos eleitores?

2 comentários:

barata disse...

A subserviência do empregado é de lamentar, mas típica. Triste mesmo é o Senhor Presidente ter aceite tal favor, mas revelador de que aquele cavalheirismo todo é só mesmo fachada!

Muito triste mesmo... mas típico de quem vem!

1313 disse...

o gerente do restaurante é que foi um imbecil. o presidente não tem culpa disso.