terça-feira, março 21, 2006

Nomes independentes para a EDP...

... antes de se envolver na política era um promissor assitente de Direito na Universidade de Lisboa, promissor como todos os jovens promissores assistentes que têm uma tese de doutoramento agendada para as calendas gregas e que no final seria um grande tratado de direito realizado em 10 ou 15 anos (note-se que fora do país o mesmo se faz em 4 ou 5 anos, mas por cá somos diferentes... ...melhores!!!).

Agora na politica é só lugares como este. Percebe-se enfim porque não teve vontade de ser ministro, a verdadeira causa do senhor é embolsar $$$$$.

Note-se que equilibrio do costume, ao lado dos políticos duas pessoas competentes e que sabem. Vão ser estes que darão os grandes inputs a todo o órgão, mas serão os primeiros a ser glorificados pelo óptimo trabalho realizado - é o costume, uns trabalham, os outros (os que escalam pela via do conhecimento pessoal) glorificam-se e todos nós ficamos mais pobres.

3 comentários:

Pedra no Sapato disse...

esse é um dos problemas deste bom portugal... é isso e sermos um país de entendidos! todos entendem de tudo e de nada!

Anónimo disse...

Quanto a isso ver os posts abaixo:

O DN devia olhar para a não qualidade dos seus colaboradores...

e

Sobre o meu comentário no lado no cais...

João Dias de Carvalho disse...

Dura mas real, a vida…

JAC
Blog - "O meu Computador"
(Tecnologias de Informação e Comunicações)
http://o-meu-computador.blogspot.com/